Resultados Online

Médico Paciente
Quando fazer a mamografia para câncer de mama

Quando fazer a mamografia para câncer de mama?

A mamografia é o exame de imagem usado no diagnóstico do câncer de mama. Importante no reconhecimento de tumores, esse exame também deve ser encarado como prevenção.
O quanto antes a doença for detectada em estágio inicial, melhor para o tratamento. E nem sempre a presença de nódulo será sentida com o toque.
Assim, as campanhas de saúde da mulher indicam idade inicial para começar o rastreamento e/ou prevenção.

 

Como funciona?

Para identificar alguma alteração, o mamógrafo projeta radiação de raio-X nas mamas.
O aparelho consiste em duas placas que pressionam o seio. As imagens captadas são registradas em uma chapa, como no raio-X tradicional.
Se houver suspeita de tumor maligno, biopsia e até outros exames podem ser necessários para a confirmação.

 

Quando fazer a mamografia?

Essa é a principal pergunta, quando começar a fazer mamografia? A resposta gera debates entre especialistas e entidades.
O Ministério da Saúde e o Instituto Nacional do Câncer (Inca) recomendam, por meio das Diretrizes para a Detecção Precoce do Câncer de Mama no Brasil (2015), que a mamografia:

 

Não deve ser feita em mulheres com menos de 50 anos

 

Começar o rastreamento do câncer de mama entre 50 e 69 anos, a cada dois anos.

O Inca avalia que essa é a faixa etária ideal para começar o rastreamento, já que “há melhor equilíbrio entre os riscos e benefícios de se fazer mamografia de rotina.”

Mas e no caso de mulheres com histórico familiar ou que estão expostas aos fatores de risco?

A recomendação é que essas mulheres façam acompanhamento médico individualizado. Isso significa que, de acordo com o caso, independente da idade, a mamografia, outros exames e tratamentos podem ser realizados.
Por outro lado, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), recomendam o início do rastreamento a partir dos 40 anos.
As entidades se embasam no fato de que na última década, mulheres têm apresentado câncer de mama mais cedo: entre 40 e 49 anos. Outro motivo, estudos científicos apontaram que a mamografia antes dos 50 reduziu a mortalidade pela doença.

 

Qual recomendação seguir para começar a fazer mamografia?

Antes de tudo, é importante conhecer o seu histórico familiar. Ao ter consciência de que você está exposta principalmente ao alto risco hereditário para desenvolvimento de câncer de mama, converse com seu médico.

 

Independente da idade, conheça seu corpo! Assim você ficará mais atenta aos sintomas: presença de nódulo, alteração no formato ou na pele da mama e também no mamilo, secreção espontânea pelo mamilo.
Mesmo que você não tenha 50 anos, qualquer alteração diferente nas mamas, busque orientação médica.

Cliniimagem